Poster ‘Redução da poluição luminosa na conservação das aves marinhas do Porto Santo’.

reducaopoluicaolips

Entre 23-25 abril 2016 decorreu em Vila Real o IX Congresso de Ornitologia da SPEA e o VI Congresso Ibérico de Ornitologia, onde foi apresentado o poster com o título ‘Redução da poluição luminosa na conservação das aves marinhas do Porto Santo’.


Relatório do Projeto Life Ilhéus do Porto Santo 

LaymanRepLIPSFINAL1

O projeto Life Ilhéus do Porto Santo (www.lifeportosanto.com) (LIPS) teve início em setembro de 2010 e, após 5 anos, terminou em dezembro de 2015.

No âmbito deste projeto, foi elaborado um relatório dirigido ao público em geral, o Layman Report. Neste, consta, de forma resumida, todo o historial do projeto.


logo Life Ilheus

EVENTO LIFE ILHÉUS DO PORTO SANTO

Foi de 30 de agosto a 8 de setembro, e em parceria com a Expo Porto Santo 2013, que foi promovido no ilhéu de Cima um evento lúdico que pretendeu dar a conhecer um pouco mais do projeto de conservação da biodiversidade em curso nos ilhéus do Porto Santo.


Durante 9 dias, foi possível gratuitamente, conhecer no terreno este projeto, visitar o ilhéu de Cima realizando o percurso pedestre interpretativo, dar um mergulho com máscara ou experimentar um caiaque.
Realizou-se no dia 31 um passeio de Stand up Paddle organizado pelo Clube Naval do Porto Santo.


Este evento, integrado no projeto LIFE ILHÉUS DO PORTO SANTO, contou ainda com o apoio do CLUBE NAVAL DO PORTO SANTO e da ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DO PORTO SANTO.

posterlips


logo Life Ilheus

O projeto LIFE ILHÉUS DO PORTO SANTO (LIFE09 NAT/PT/000041) foi proposto pelo Serviço do Parque Natural da Madeira – Secretaria Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais, em parceria com a SPEA (Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves) e é co-financiado pelo Programa LIFE+ Natureza da Comissão Europeia. Este projeto é fundamental para cessar as causas e ameaças de degradação dos habitats dos ilhéus do Porto Santo.

O projeto ocorre predominantemente na área terrestre dos seis ilhéus do Porto Santo no Arquipélago da Madeira: Ilhéu da Cal, Ilhéu do Farol, Ilhéu de Ferro, Ilhéu da Fonte da Areia, Ilhéu das Cenouras e Ilhéu de Fora. A área terrestre total a intervir é cerca de 232 hectares estando previstas cerca de 45 ações de conservação distintas.

O número de espécies, e seus habitats, que irão beneficiar com a recuperação deste Sitio da Rede Natura 2000, é bastante alto destacando-se: 14 taxa de fauna e flora presentes nos Anexos da Rede Natura 2000 (espécies alvo do projeto), pelo menos 97 taxa endémicos da macaronésia, sendo oito endémicos da área de intervenção do projeto.

 

 

OBJETIVOS

PRINCIPAIS AÇÕES EM CURSO

PARCEIROS

COMO VISITAR A ÁREA DO PROJETO?

LINKS ÚTEIS

CONTACTOS

 

 

OBJETIVOS

O projeto iniciou-se em setembro de 2010 e terminou em dezembro de 2015, tendo por principais objetivos a recuperação dos habitats e espécies do sítio da Rede Natura 2000 "Ilhéus do Porto Santo".

O objetivo de longo prazo deste projeto foi que os ecossistemas deste sítio da Rede Natura 2000, Ilhéus do Porto Santo, bem como a sua área marinha circundante, atinjam um estado de conservação estável, favorável e autosustentado. Esta meta será alcançada pela criação de condições para a recuperação dos habitats e das espécies presentes neste Sítio. De referir que estas pequenas ilhas albergam um elevado número de espécies endémicas, algumas delas não contempladas nos anexos da Diretiva Habitats e da Diretiva Aves da União Europeia.


Os objetivos específicos :

  • erradicação/controlo das populações de herbívoros roedores introduzidos;
  • redução significativa das populações de murganhos e de ratos;
  • controlo e estabilização das populações de gaivotas nos ilhéus;
  • redução significativa das populações de plantas invasoras;
  • melhoria das condições de acesso e de organização das visitas aos ilhéus;
  • implementação de 14 programas de conservação das espécies com maior valor de conservação;
  • promoção de um forte apoio público à conservação deste Sítio da Rede Natura 2000 e,
  • criação das Comissões Consultiva e Científica do projecto.

 

Estrategicamente, e no longo prazo, o projeto pretende ainda criar um grupo de acompanhamento para a gestão deste espaço.

 INÍCIO

 

PRINCIPAIS AÇÕES

O projeto preconizou diversas ações, quase todas de carácter transversal, que tiveram impactos significativos nos ecossistemas e espécies existentes nos ilhéus do Porto Santo. Existiram ainda ações dirigidas diretamente aos grupos de espécies indígenas e endémicas com elevado valor de conservação (aves marinhas, moluscos terrestres e flora).

As ações do projeto estão divididas em quatro grandes grupos:

 

Ações preparatórias, elaboração de planos de gestão ou planos de ação

Foram previstas cerca de 15 ações, das quais se destacam as ações de monitorização e seguimento das populações das diferentes espécies, a elaboração de planos de ação para as mesmas, entre outros planos:

 

Ações de conservação

Incluíram-se as ações de controlo e erradicação das espécies de fauna e flora invasora, a expansão da fauna e da flora indígena e endémica dos ilhéus:

 

Ações de divulgação do projeto e dos seus resultados

Envolveram a criação de um sitio na internet, a produção de material de divulgação, a criação de um centro de interpretação ambiental, o acompanhamento e promoção de visitas aos locais de intervenção do projeto, bem como o estabelecimento de um percurso pedestre interpretativo no Ilhéu do Cima ou do Farol, organização de workshops e palestras, exposições temáticas, entre muitas outras:

 

Ações de operacionalização e de gestão do projeto

Incluiu o acompanhamento técnico e científico, a coordenação com outros projetos LIFE, entre outras.

INÍCIO


PARCEIROS

SPEA – Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves

INÍCIO


COMO VISITAR A ÁREA DO PROJETO?

Para visitar a área de projeto, foram criados percursos temáticos interpretativos no Ilhéu do Farol que podem ser visitados atualmente com o apoio do IFCN.

A visita é apenas condicionada pelas condições do mar dado que o desembarque terá que ser sempre efetuado em segurança. A duração da visita é de cerca de 3 horas (a contar da partida da marina do Porto Santo) e a distância a percorrer no ilhéu à volta de 1500 metros (incluindo a subida até ao topo). O clima é caraterizado pela temperatura amena durante todo o ano, sendo no entanto uma zona muito exposta ao vento.

O acesso ao ilhéu de Cima é efetuado por mar, sendo devidamente autorizado e credenciado pelo Instituto das Florestas e Conservação da Natureza.

Para marcações de visitas deverá ser contatado o Centro no Núcleo dos Dragoeiros das Neves (291 795155 – ).

Não se esqueça de levar calçado apropriado antiderrapante e o fato de banho pois o tempo poderá permitir um mergulho nas águas límpidas desta reserva natural. Aconselhamos ainda um picnic no cais de desembarque.

INÍCIO


LINKS ÚTEIS

Para mais informações, consulte o sítio oficial do projeto na internet, em www.lifeportosanto.com

INÍCIO


CONTACTOS

Coordenação
 

INÍCIO