sam 1941     

O Centro de informação do Núcleo dos Dragoeiros das Neves está localizado no Caminho da Portada em São Gonçalo.

 

HISTORIAL

SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS

CONTACTOS

 

HISTORIAL

A área do Centro de informação do Núcleo dos Dragoeiros das Neves foi adquirida pelo Governo Regional, de modo a assegurar a perenidade de um notável grupo de dragoeiros centenários e salvaguardar para o futuro tão valioso património. Não existem registos conhecidos sobre a origem exata destes exemplares mas o mais provável é que se tenham desenvolvido a partir de uns viveiros ali existentes em tempos idos. De qualquer maneira, é inegável o seu valor, quer paisagístico como marco monumental naquele troço de paisagem, quer científico.

Para além do Núcleo de Dragoeiros centenários existe um jardim com vegetação indígena do litoral da Madeira, com alguns exemplares endémicos da Madeira e do arquipélago. Esta vegetação foi plantada por ser característica da área de ocorrência dos dragoeiros e para criar uma faixa de proteção aos mesmos que ali vivem!

Existe um Centro de Informação que resultou da recuperação de um pequeno imóvel degradado existente no local com o objetivo de funcionar, desde 1996, como um local de informação ambiental, centro de receção e polo de dinamização de atividades relacionadas com a conservação da natureza e biodiversidade em geral.

INÍCIO

 

SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS


Atividades de Educação Ambiental

É a partir do Centro de Informação do Núcleo dos Dragoeiros das Neves que são dinamizadas todas as atividades de Educação Ambiental. Consulte o programa de atividades e, para saber mais informações sobre as mesmas ou para proceder a sua marcação, basta entrar em contato com o centro.

Neste local também são dinamizados os ateliers infantis. Traga os mais pequeninos para passarem uma manhã ou uma tarde diferente e divertida!

 

  

Visitas guiadas ao jardim de plantas indígenas e endémicas

No Centro de informação do Núcleo dos Dragoeiros das Neves são realizadas visitas guiadas ao jardim de plantas indígenas e endémicas, incluindo aos Dragoeiros centenários.

O Dragoeiro Dracaena draco (L.) L., é uma planta de crescimento lento, perenifólia, podendo atingir 15 a 20 metros de altura, com a copa em forma de umbela. As folhas são glabras, estreitas e longas, de cor verde acinzentada. As flores, brancas, agrupadas em grandes inflorescências surgem entre Agosto e Outubro. As suas bagas são carnudas, vistosas, de cor amarelo alaranjada.

Do ponto de vista fitossociológico, o dragoeiro encontra-se ligado à vegetação do litoral, de características xerofíticas, preferindo as encostas rochosas e soalheiras.

 

A sua área de ocorrência natural é a Macaronésia, à exceção do arquipélago dos Açores. Outrora abundante no Porto Santo, encontra-se hoje extinto, sendo raríssimo na Ilha da Madeira.

A seiva do dragoeiro foi muito usada na tinturaria e para fins medicinais, tendo a planta, na atualidade, uma utilização ornamental largamente difundida em parques e jardins.

Para além dos dragoeiros, ao longo do jardim poderá encontrar outras plantas comuns ao litoral, tais como, a rara alfazema, a barrilha, a cila-da-madeira, o ensaião, a abrotona ou erva-branca, várias espécies de estreleira, a figueira-do-inferno, a carlina ou cardo-branco, a cabreira, o jasmineiro-amarelo e o jasmineiro-branco, o esparto, o funcho-marinho, a losna, o gerânio, a globulária, a malfurada, a múchia-dourada, a perpétua, o plântago-da-madeira.

Presentes estão também alguns arbustos como o marmulano, buxo-da-rocha, o massaroco e a urze e algumas árvores como a oliveira-brava, o cedro-da-madeira, a faia, o folhado, o pau-branco e o sanguinho, entre os 4 representantes das lauráceas: o barbusano, o til, o loureiro e o vinhático.

 

múchia-dourada ciladamadeirascillamaderensis gerânio

Contacte o Centro e faça a sua visita acompanhada por um técnico!

 

Material de merchandising 

Se quiser obter informação ou adquirir o material de merchandising alusivo às várias áreas protegidas, assim como aos diferentes projetos de conservação desenvolvidos, também poderá fazê-lo no Centro de informação do Núcleo dos Dragoeiros das Neves. Veja aqui o material de merchandising.

 

Aguardamos pela sua visita!

Saiba também que para além das unidades de apoio aos visitantes que existem nas diversas áreas protegidas, dispõe ainda de dois importantes núcleos de receção ao visitante:Centro de receção Casa do Sardinha, na Ponta de São Lourenço e Centro freira-da-madeira Dr. Rui Silva, no Pico do Areeiro (temporariamente encerrado). 

INÍCIO


CONTACTOS


O Centro de Informação do Núcleo dos Dragoeiros das Neves está aberto a toda a população, de segunda a sexta-feira das 9-12,30h e das 14-17,30h

 

Morada: Caminho da Portada – São Gonçalo (Sítio das Neves - Núcleo dos Dragoeiros) 9060- 245 Funchal

 

Telefone: (351) 291 795 155

E-mail:

E-mail:  

INÍCIO