Lobodormir

Nesta altura do ano, é muito frequente sermos contactados devido à observação de lobos-marinhos na praia ou no mar.
Muitas das vezes, o lobo-marinho procura um local com mar calmo para repousar durante algumas horas e deixar-se ficar, simplesmente, a dormir!
Nesta situação, o melhor a fazer é dar espaço para que o lobo-marinho não se sinta perturbado e desfrutar desta observação à distância.

Apoie o trabalho de conservação do lobo-marinho e registe a data, hora, local, características e comportamento do lobo-marinho e procure recolher imagens para depois encaminhar para ou contate diretamente para a rede SOS Vida Selvagem do IFCN (961 957 545).

Relembramos aqui o procedimento a adotar, caso observe algum lobo-marinho:

  • Se vir um lobo-marinho, não se esqueça de que é um animal selvagem. Não é um animal agressivo por natureza mas poderá sê-lo ao sentir-se ameaçado. É curioso e poderá procurar interagir com o que o rodeia.
  • No caso de se estar no mar, deve-se manter a distância e evitar perturbar os animais, ou se possível sair calmamente para terra.
  • Deve-se evitar entrar em grutas que se sabe serem utilizadas por lobos-marinhos.
  • Procurar alimentar os lobos-marinhos não é aconselhado.
  • No caso de se estar a fazer caça submarina, deve-se libertar do peixe e procurar outro local para a caça.
  • O contato com cães, potenciais transmissores de doenças, deverá ser evitado ao máximo.