Dragoeiros

Nas IX Jornadas Florestais da Macaronésia que decorreram na semana passada em Cabo Verde, foi assinada uma Declaração Institucional, pelos representantes da Madeira, Açores, Canárias e Cabo Verde, onde consta 100 árvores singulares da Região da Macaronésia que se pretende ver preservadas e divulgadas.

Por parte da Região Autónoma da Madeira foram indicadas 25 árvores e arvoredos singulares, como é o caso do Cipreste da Califórnia, no Porto Santo; o Núcleo de Tis, no Fanal e no Montado do Sabugal; um Eucalipto de grandes dimensões, no Jardim da Serra; o Sobreiro do Vale Paraíso, na Quinta do Padre Américo; o Tulipeiro e o Metrosídero do Palheiro Ferreiro; o Núcleo de Dragoeiros, nas Neves; o Núcleo de Pinheiros Mansos, no Balancal; a Figueira da India, da Quinta de Sant’Ana, no Monte; o Ginco do Jardim Botânico da Madeira; a Pseudotsuga do Parque Florestal das Queimadas, em Santana; a Canforeira da Estalagem Jardins do Lago, e o Pinheiro das Canárias, na Quinta do Palheiro Ferreiro.