Porque dar a conhecer o património natural da Região e das ações de conservação desenvolvidas, constitui um aspeto determinante para que sejam tomadas medidas adequadas, com vista à salvaguarda do meio ambiente e à melhoria da qualidade de vida da população, estas Ilhas são visitadas anualmente por centenas de pessoas, que ali se deslocam através de embarcações privadas, embarcações marítimo-turísticas e, também, dos navios de Guerra da Marinha Portuguesa, sempre mediante autorização prévia da entidade gestora da área.

A atividade principal de turismo de natureza e científico aqui desenvolvida é a visita guiada por um percurso interpretativo, seguindo-se o mergulho, a observação e escuta de vida selvagem, entre tantas outras. Para a respetiva autorização, informe o seguinte:

  1. Nome da embarcação
  2. Número do registo da embarcação
  3. Nacionalidade do registo da embarcação
  4. Tipo de embarcação
  5. Número de tripulantes
  6. Período da visita
  7. Nome do responsável pela embarcação
  8. Âmbito da visita, nomeadamente particular ou comercial

Outras atividades, não consideradas de turismo de natureza e científico, como sejam a investigação, a recolha de imagens para fins comerciais e publicitários, entre outras, para a respetiva autorização, preencha o formulário.

A entidade gestora não se responsabiliza pelo transporte para desembarque dos tripulantes e passageiros em terra.