Logos


Designação do projeto |
Conservação dos Recursos Genéticos na Madeira
Código do projeto | PRODERAM20-15.2.1-FEADER-01416
Objetivo principal | Apoio à conservação de recursos genéticos florestais
Região de intervenção | Região Autónoma da Madeira
Entidades beneficiárias | Entidade Gestora: Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, Instituto das Florestas e Conservação da Natureza, IP-RAM; Entidades Parceiras: Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I. P. (INIAV) e Laboratório de Qualidade Agrícola da Madeira (LQA)

Data de aprovação | 04-06-2019
Data de início | 28-11-2018
Data de conclusão | 28-06-2021
Custo total elegível | 293 770,24€
Apoio financeiro da União Europeia | FEADER – 249 704,70€
Apoio financeiro público nacional/regional | 44 065,54€

Objetivos | Inventariar e produzir cartografia atualizada e detalhada de espécies da flora vascular da Madeira, listadas na Diretiva Habitats, Convenção de Berna, bem como dos táxones nativos mais ameaçados e que sejam relevantes em termos de preservação dos seus habitats; Produzir plantas e estabelecer “campos de plantas-mãe” ou simplesmente “campos-mãe” de espécies florestais com vista à reintrodução ou reforço populacional e à recuperação de espécies e habitats, nomeadamente os inscritos na Diretiva Habitats, assegurando desta forma a conservação de recursos genéticos florestais; Promover estudos e intercâmbios técnico-científicos relativos à conservação dos recursos genéticos florestais na Região.

Atividades | Inventariação de espécies/populações e produção de cartografia digital; Multiplicação de espécies florestais; Conservação ex situ e in situ dos recursos genéticos florestais (Armazenamento de sementes das espécies alvo no Banco de Sementes do Jardim Botânico da Madeira, constituição de “campos-mãe” bem como reforços populacionais e/ou reintroduções de espécies florestais consideradas mais ameaçadas); Avaliação da diversidade genética de Olea maderensis e elaboração de plano de conservação (Estudos moleculares, avaliação de impactos da infeção e metodologias de controlo).; Dinamização de campanhas de promoção e sensibilização (Palestras e produção de material de informação e divulgação).

img1 img2 img3 img4
rodape